R$ 4.15
Libra
=
R$ 4.15

Reino Unido fora da União Europeia? Saiba como ficaria a situação dos brasileiros nesse cenário

Nos últimos dias o cenário político e econômico europeu vem enfrentando uma turbulência devido ao recente anúncio de que a Grã-Bretanha vai promover um plebiscito para decidir se permanece na União Europeia ou se deixa o bloco. A votação está marcada para o dia 23 de junho e promete gerar um grande debate em torno da situação do UK junto à EU. Separamos alguns pontos importantes a se observar durante todo este processo de preparação para a aguardada votação.

Por que?

flag-1192625_640É notório o ceticismo britânico para a União Europeia há tempos. Pode-se detectar tal postura facilmente pelos moldes da adesão britânica ao bloco, sem adotar o Euro como moeda corrente, principalmente.

Com as recentes e graves crises econômicas que abalaram países europeus como Grécia, Portugal, Espanha e até mesmo a vizinha Irlanda, além da explosão da crise migratória no último ano, a insatisfação com a União Europeia bateu recorde no Reino Unido e levou o primeiro-ministro David Cameron, pessoalmente contrário à saída, a anunciar o plebiscito para junho.

Podemos resumir a insatisfação britânica com a União Europeia em três esferas principais: a esfera legal, a esfera econômica e a esfera social. No campo legal, falamos de uma Grã-Bretanha que, tradicionalmente, não é muito fã de se submeter a leis que não sejam suas próprias. Com a adesão à União Europeia, o país ficou a mercê de muita legislação aprovada em âmbito continental, o que provocou os mais conservadores no sentido legal. Na esfera econômica são dois os principais pilares que levaram à atual situação. Primeiro: alega-se que a União Europeia impõe regras demais sobre os negócios, o que pode se transformar em um empecilho. Segundo: argumenta-se que a Grã-Bretanha gasta dinheiro demais com as taxas de membro da União Europeia e não recebe uma quantia satisfatória em troca. Socialmente falando, os defensores da saída do UK da União Europeia defendem que os acordos de livre circulação entre os países tem aumentado significativamente o número de imigrantes no país.

E os brasileiros?

É claro que o impasse na Grã-Bretanha não é unanimidade. Pelo contrário. As mais recentes pesquisas apontam que a população se mantém mais favorável à permanência do que à saída do país do bloco. Há quem argumente até que um desligamento do Reino Unido da União Europeia pode gerar uma catástrofe econômica em escala global.

Observando todo este desenvolvimento estão os brasileiros, de olho, principalmente, no que diz respeito à imigração. Ainda é cedo demais para determinar qual seria o destino dos brasileiros no país. É bom destacar que as principais entidades que defendem a saída da Grã-Bretanha da União Europeia deixam claro que os imigrantes que estão no país não serão retirados.

A situação dos brasileiros com dupla nacionalidade brasileiro-europeia também é uma incógnita. Juristas iniciam discussões sobre como seria a situação legal dos imigrantes em caso de um Reino Unido pós-União Europeia. Este é um assunto extremamente importante para a comunidade brasileira na Inglaterra acompanhar nos próximos meses.

Precisa enviar seus valores para o Brasil?

Envie seus valores para o Brasil e ganhe 2p A MAIS se confirmar seu envio online preenchendo nosso formulário de confirmação! Acesse o nosso aplicativo, compartilhe com seus amigos e aproveite: http://goo.gl/zjGhbH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *