R$ 4.16
Libra
=
R$ 4.16

O que fazer de Graça em Londres

Museus, Galerias e Bibliotecas

Museu Britânico – a Pedra da Roseta (que fez com que os arqueólogos decifrassem os hieróglifos egípcios), esculturas do Partenon de Atenas, na Grécia, múmias egípcias e antiguidades chinesas. Estes são apenas alguns dos tesouros expostos no British Museum, dono de uma das coleções de arte mais importantes do mundo.

Para ver a coleção permanente do local você não tem que pagar nada e o ideal é pegar um mapa na chegada, que vai ajudá-lo a identificar as principais obras, principalmente, se você não estiver com tanto tempo disponível. Ah, o British museum também tem dois cafés e um restaurante.

1
Museu da História Natural

Museu de História Natural – A coleção do Natural History Museum compreende mais de 70 milhões de espécimes do mundo natural reunidas ao longo de 400 anos. Praticamente todos os grupos de plantas, animais, fósseis e minerais oriundos de diversas partes do mundo (e do universo) fazem parte da vasta coleção.

Ah, ao entrar no museu, um ótimo programa para crianças, jovens e adultos, você vai ver de perto uma réplica gigante de um Diplodocus, dinossauro que viveu há mais ou menos 150 milhões de anos.

Victoria & Albert – se você é um aficionado por arte e design o V&A, então, é um museu imperdível. Lá estão expostas coleções mundialmente importantes nas áreas de arquitetura, moda, fotografia, teatro, arte asiática, móveis, cerâmica, tecidos, jóias, entre outros setores. Às sextas-feiras o local fica aberto até às 22h.

2
Museu Victoria & Albert

Old Royal Naval College – a antiga escola real naval é uma obra de arte barroca que faz parte do Complexo de Greenwich. Ela fica em um prédio – que tem um irmão gêmeo, bem ao lado – às margens do Tâmisa que abriga três atrações abertas ao público: o Discover Greenwich, um centro de informações turísticas, o Painted Hall, uma sala com teto pintado, considerada a Capela Sistina do Reino Unido, além de uma capela dedicada a São Pedro e São Paulo. Saiba aqui como chegar no local.

Royal Air Force museum (RAF) – se você se interessa por aviação ou somente pretende fazer algo diferente em Londres, o museu da Força Aérea Real é uma excelente pedida. Lá estão reunidas informações, objetos diversos e até aeronaves (são pelo menos 100 expostas) sobre a história da aviação desde os primórdios até os dias atuais. No local, por exemplo, é possível saber toda a história da Primeira Guerra Mundial “no ar”. Para saber mais do museu e também os horários de funcionamento, clique aqui.

 

Pelas Ruas de Londres

Faixa de Pedestres Abbey Road – a famosa faixa de pedestres, capa do álbum Abbey Road, dos Beatles, fica em frente ao estúdio de mesmo nome e atrai muitos turistas apaixonados pela banda inglesa. A maioria deles tentam reproduzir a foto do disco na qual Ringo, Lennon, Paul e George atravessam na faixa, um atrás do outro. Para conhecer a faixa de pedestres correta, vá de metrô até a estação St. John’s Wood e de lá caminhe cerca de 400 metros em direção ao estúdio.

Piccadilly Circus – uma das áreas turísticas mais populares de Londres, a Piccadilly Circus acaba sendo um verdadeiro ponto de encontro na área central da capital inglesa, a qualquer hora do dia, da noite e para pessoas de todas as idades. Lá você vai encontrar a estátua de Eros e também vai poder fazer fotos em frente ao famoso letreiro eletrônico.

Passeio em Notting Hill – uma das áreas mais desejadas de Londres celebra, em agosto, o Carnaval. Considerada a maior festa de rua da Europa, o evento com música e comida caribenha atrai pessoas dos 8 aos 80 pelas cores e animação. Mas se você vai estar em Londres numa outra época do ano, pode aproveitar para caminhar pelo tradicional bairro e sentir a atmosfera das ruas, ver lojinhas, galerias de arte, cafés/pubs e as famosas casinhas coloridas.

 

 

Fonte: Melhores Destinos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *